A cidade de Oliveira de Azeméis, primeiro município a vencer o galardão “Terra de Culinária”, atribuído pela APTECE, destinado a premiar políticas de promoção dos valores gastronómicos locais, vai receber, em outubro, entre 20 e 22, o 3º Congresso Nacional de Turismo de Culinária.

Porque Portugal é mar, nele esteve o passado e terá de estar o futuro. O 3º Congresso Nacional de Turismo de Culinária irá abordar uma série de temas, nunca esquecendo que nele está o melhor do mundo, o peixe português. Serão várias as intervenções e debates, por parte de dos oradores de diferentes áreas e sectores, todos eles com ligação à indústria e a atividades ligadas ao mar e ao rio, a destinos turísticos, a serviços de hotelaria e restauração e até com ligação à saúde e alimentação saudável. Todos os temas serão de interesse, desde a nossa responsabilidade como individuo português ao compromisso de honrar o muito que temos e que é considerado “melhor do mundo”, como o caso do peixe, mas também do azeite, do vinho, ou de destinos, ao valor que temos e a perceção que os mercados internacionais tem da nossa oferta, ou ainda, o potencial do mar para novos negócios, o seu valor para os destinos e para economia, a importância e a valorização do pescado na restauração, o seu consumo e os benefícios para a saúde, mas também e com grande pertinência as questões de sustentabilidade. Porque afinal, até quando vamos ter peixe?
Todas as abordagens são pertinentes, quer para empresários e empreendedores, da restauração, do turismo e da indústria produtiva, quer para os profissionais com responsabilidade na promoção dos destinos, no seu desenvolvimento e na sua sustentabilidade, quer ao nível económico, social ou cultural. Também para os jovens estudantes e eventuais empreendedores a participação neste evento é oportuna para perceberem o potencial de exploração do mar ou de um rio, com futuro e como futuro.
O evento conta com a presença de Maria de Fátima Moura, autora do livro “ O melhor peixe do mundo”, não só como oradora mas também como elemento da comissão científica do congresso. A esta, junta-se também Ana Paula Santos da Docapesca e o chefe Luís Barradas da Gesti Cook, que tem vindo a desenvolver várias ações de valorização do pescado português e receituário tradicional que lhe está associado.
Para além das sessões de trabalho, o evento será enriquecido com um workshop de confeção de pão de UI, um dos ícones gastronómicos de Oliveira de Azeméis, com visitas guiadas ao concelho e com o 3º Concurso Doces Tradicionais. Uma mostra de doçaria feita por parte de concorrentes e representantes da área de doçaria de Oliveira de Azeméis. A previsão de participação é de 30 expositores, indo a concurso 13 doces.
Paralelamente, e no decorrer do evento, alguns produtores locais marcarão presença numa pequena área de exposição para dar a conhecer os seus produtos, criar relações de network e comerciais com os participantes do congresso. Desde o início, uma aposta da APTECE, para estimular e proporcionar boas relações de cooperação entre diferentes agentes.

 

Inscreva-se aqui https://portugal-aptece.com/CNTCII/

 

 

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*